O antigo internacional português Paulo Futre lamentou hoje a morte de Neno, referindo que foi a “melhor pessoa” que conheceu no mundo do futebol, com Carlos Mozer a salientar que é uma “grande perda a todos os níveis”.

Futre e Mozer jogaram com Neno no Benfica e ambos publicaram fotos em que estão junto ao antigo guarda-redes nas suas redes sociais, lamentando a morte.

“Deixou-nos a melhor pessoa que conheci no mundo do futebol. E conheci muita gente boa neste mundo, mas nenhum como o meu querido e grande amigo Neno. Todos aqueles que tivemos o privilégio de conhecer-te vamos ter muitas saudades tuas Neninho. Descansa em paz maninho”, afirmou Paulo Futre.

Já Carlos Mozer considerou que é uma “grande perda”, endereçando as suas condolências à família e amigos.

“O Neno era e foi uma pessoa com um astral tremendo, educadíssimo, gentil, respeitoso, simpático, carismático e divertido, tudo o que na verdade gostaríamos de ser. Espero que Deus reconheça seu valor e lhe reserve um belo lugar para você descansar em paz”, referiu o antigo central do Benfica.

O antigo internacional português Neno morreu na quinta-feira, aos 59 anos, informou o Vitória de Guimarães, clube em que o guarda-redes jogou e onde acabou a carreira, tendo depois sido treinador de guarda-redes e dirigente do clube vimaranense.

Nascido na Cidade da Praia, em Cabo Verde, Neno ganhou três campeonatos e três Taças de Portugal pelo Benfica, além de uma Supertaça pelo Vitória de Guimarães.

Formado no Barreirense, Neno passou por Vitória de Guimarães, Benfica e Vitória de Setúbal e, ao serviço da seleção portuguesa, fez nove encontros, entre 1989 e 1996.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.