Octávio Machado defende que o Sporting é a equipa que melhor futebol pratica em Portugal. O diretor de futebol dos "leões" disse, em entrevista ao canal de televisão do clube, que em jogo jogado, só o SC Braga se aproxima do Sporting.

"Em jogo jogado, e com todo o respeito por todos os adversários, só o Sp. Braga se aproximou de nós. Fomos sempre superiores", disse o dirigente, antes de pronunciar sobre a forma como o Sporting foi afastado da entrada na fase de grupos da Liga dos Campeões.

"O que aconteceu na Champions foi inadmissível. Nunca tinha visto uma equipa ser empurrada para fora desta maneira. Na Taça de Portugal, grande jogo, grandes jogadores, grandes treinadores. Mas no fim houve um prejudicado, com um golo limpo anulado. Uma distração de um assistente, que anulou o 4-3 ao Slimani e nos empurrou para fora. Assim fomos eliminados destas duas competições. Quero acreditar que foi um erro do assistente, mas houve mais… Na Madeira, com o União; a rocambolesca situação com a Académica, a analisar uma decisão do assistente…", apontou Octávio, para quem a culpa não é só dos árbitros mas de quem os comanda.

"Os árbitros são dedicados. Mereciam ter outro presidente no Conselho de Arbitragem. E digo isto com mágoa porque fui um dos que votei em Vítor Pereira, enquanto representante dos treinadores", atirou.

O dirigente apela a união entre os sportinguistas para ajudar a equipa a chegar ao tão desejado título de campeão.

"Não somos líderes por acaso. Não vem de agora. A família sportinguista não se vai deixar iludir. Esta união é sagrada, apesar de todas as tentativas para acabar com ela. Sábado vamos dar mais uma prova disso mesmo. O Sporting, o presidente, Jesus, pelo que fizeram, trouxeram nova dinâmica ao futebol português. Antes era uma pasmaceira, agora já são três na luta. Estamos cá", lembrou à Sporting TV.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.