Torres concedeu uma entrevista ao jornal espanhol Marca, onde falou da saída do Atlético de Madrid para a cidade do Porto.

"Cheguei a ter propostas boas no Natal [de 2015], mas a minha ideia era triunfar no Atlético. De certo modo, acreditei que tinha sido uma vitória chegar à primeira equipa depois de tantos anos na cantera, mas depois senti que a mudança podia ser boa e que o FC Porto era a melhor opção, já que a cidade é magnífica, assim como as pessoas e o clube. E notei que me queriam lá", começou por dizer Óliver Torres.

Para o médio espanhol, a saída do Atlético de Madrid foi um processo "muito complicado”.

"Foi tudo muito complicado. Pensava que se ia resolver rapidamente, mas não foi assim. Sofri muito. Por vezes, o futebol não é assim muito bonito. Sofri em silêncio porque os dias passavam e a minha saída não se consumava. Mantive a calma e pensei que teria de aceitar o que acontecesse", referiu.

"Um dos pilares fundamentais para regressar ao FC Porto foi que tanto o presidente [Pinto da Costa] como Nuno me transmitiram muita confiança. Tinha decidido que queria ir para ali porque é um clube que sinto como meu”, acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.