Pinto da Costa e mais cinco administradores da SAD portista, bem como Diogo Faria e Francisco J. Marques, foram constituídos arguidos na sequência da queixa apresentada pelo Benfica sobre a divulgação de emails.

Face a esta decisão, os elementos da claque portista, os Super Dragões, exibiram, este sábado, uma tarja onde se podia ler: “"Orgulhosamente arguidos por difamação no combate à corrupção”.

No âmbito do inquérito que teve “origem numa queixa apresentada pelo Sport Lisboa e Benfica, foram constituídos e interrogados sete arguidos. Estes arguidos encontram-se indiciados pela prática do crime de ofensa a pessoa coletiva, estando, ainda, um deles indiciado pela prática crime de violação de correspondência”, comunicou o Departamento Central de Investigação e Ação Penal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.