O médio Palhinha, futebolista emprestado pelo Sporting ao Sporting de Braga, disse hoje que escolheu o clube minhoto por se ter sentido desejado pelo presidente e treinador 'arsenalistas'.

"O Sporting de Braga foi uma opção minha porque demonstrou todo o interesse em ter-me aqui. Tanto o presidente como o treinador já me vinham a querer há algum tempo, eu quero estar num sítio onde me sinta desejado e foi aqui que acabei por o sentir", disse ao sítio oficial dos minhotos.

Emprestado por duas épocas, Palhinha disse ainda que o técnico Abel Ferreira, seu treinador nos juniores do Sporting, foi fundamental na escolha.

"Estaria a mentir se não o dissesse. Conheço muito bem o ‘mister’ Abel, e ele a mim. Sabe aquilo que posso dar e naquilo em que posso ajudar o Sporting de Braga. É com muito orgulho que o volto a encontrar, um treinador com o qual gostei muito de trabalhar na altura em que era júnior", disse.

Palhinha, de 23 anos, notou que na época passada não teve "a rotatividade que pretendia" no Sporting, o que resultou numa "fase menos boa", mas já com mais de 50 jogos no campeonato português disse conhecer bem o modelo de jogo dos ‘arsenalistas’.

"Eu e o ‘mister’ já falámos um pouco sobre isso. É claro que não há jogadores iguais, mas sei que posso acrescentar muito ao jogo da equipa. Espero, também, que o Sporting de Braga me ajude a evoluir como jogador e tenho a certeza que no final da época não me vou arrepender da escolha que fiz", disse.

O jogador deixou elogios ao novo clube, “um grande do futebol português: talvez há um tempo não o era, mas hoje em dia todos olham para o Sporting de Braga como tal”.

“Quando cá cheguei, ao ver o ginásio, os balneários, os campos de treino, são tudo condições de clube grande e tenho a certeza que não foi um passo atrás na minha carreira", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.