O Parlamento aprovou hoje um minuto de pesar pela morte do antigo futebolista e treinador Mário Wilson, lembrando a sua "vida dedicada ao desporto e à participação cívica", e cumprindo posteriormente um minuto de silêncio.

O voto foi apresentado por todas as bancadas e, portanto, aprovado por unanimidade, e a Assembleia da República endereçou hoje formalmente as "suas sentidas condolências" a todos os "familiares, amigos e admiradores" de Wilson, nascido em Moçambique.

Mário Wilson, que morreu na segunda-feira aos 86 anos, foi o primeiro treinador português a vencer o campeonato para o Benfica, em 1975/76, conquistando ainda como técnico as Taças de Portugal de 1979/80 e 1995/96, ao serviço dos ‘encarnados'.

Natural de Maputo, em Moçambique, Mário Wilson envergou durante grande parte da sua carreira de jogador a camisola da Académica, depois de ter conquistado o título de campeão no Sporting, em 1950/51, e alinhado no Desportivo de Lourenço Marques.

Como treinador, além das três passagens pelo Benfica, orientou ainda clubes como a Académica, Belenenses, Vitória de Guimarães, Boavista e Estoril-Praia, entre outros, totalizando 548 jogos no primeiro escalão do futebol nacional, tendo ainda comandado a seleção portuguesa na qualificação para o Europeu de 1980.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.