O treinador Paulo Fonseca disse estar consciente de que o Benfica é uma equipa forte e vai dificultar imenso o Paços de Ferreira no domingo, mas mostrou ambição de vencer na 20.ª jornada da I Liga de futebol.



«Como sou ambicioso e visualizo sempre o sucesso, penso que o Paços pode legitimamente ambicionar vencer o jogo na Luz. Podem dizer que é muito atrevimento meu, mas, se assim não fosse, era melhor ficarmos em casa», disse Paulo Fonseca.



Na conferência de antevisão ao encontro no Estádio da Luz, Paulo Fonseca focou-se mais no Paços de Ferreira, admitindo que, se a equipa conseguir estar ao seu nível, «é possível alcançar algo positivo, independentemente da prestação do Benfica».



«O Benfica é sempre forte e a prova disso é que tem conseguido ganhar sempre. Fácil nunca é e querer vencer é sempre difícil», sublinhou, dizendo não acreditar no discurso do cansaço, mas em «ter uma equipa muito forte», na esperança de que «o Paços seja igual ao que tem sido, mantendo a identidade muito própria».



O técnico pacense disse ainda que não vai alterar o que quer que seja, revelando «uma grande preocupação com a imagem» que quer transmitir, e reconheceu que o jogo na Luz não altera em nada a classificação e que a responsabilidade da sua equipa «é nula».



«Jogar contra o Benfica é sempre uma grande motivação e o facto de termos perdido não nos diminui em nada. Apesar de os resultados não terem sido a nosso favor, fizemos exibições de qualidade e [a estratégia do autocarro] não é de maneira nenhuma a nossa forma de estar em campo», disse, prometendo «discutir o jogo, como em todos os campos».



Fonseca confirmou também que, em caso de vitória, o Paços de Ferreira alcançará a meta definida internamente dos 38 pontos, superando o registo da última época, conforme se tinha proposto, o que irá permitir reformular os objetivos da equipa, num processo em que os jogadores também terão uma palavra a dizer.



O Paços de Ferreira, terceiro classificado, com 35 pontos, defronta na Luz o Benfica, segundo, com 49, pelas 19:15 de domingo, num jogo que terá arbitragem de João Capela, de Lisboa.