Paulo Sérgio, treinador do Portimonense, era um homem visivelmente satisfeito após o triunfo da sua equipa no Estádio da Luz, por 1-0, sobre o Benfica, reconhecendo ainda assim por reconhecer que a sorte esteve do lado da sua equipa, elogiando a qualidade do futebol do Benfica, mas também a atuação dos seus pupilos.

"O nosso compromisso é ser capaz de competir em qualquer terreno. A obrigação é trabalhar e fazer aquilo que treinamos. Tentámos jogar o mais alto possível e pressionar o Benfica. Estou curioso para ver os dados estatísticos. Não se ganha na Luz sem uma ponta de sorte. Eles têm um futebol brilhante, mas com a entrega e abnegação mantivemos a baliza a zeros. Na primeira parte, principalmente, tivemos também saídas muito boas para o ataque. A sorte esteve hoje do nosso lado", referiu.

O Portimonense subiu, com este triunfo, ao quinto lugar da tabela classificativa, mas Paulo Sérgio prefere não pensar nisso, preferindo destacar a juventude da sua equipa. "O nosso banco de suplentes veio todo dos sub23. O mais velho tinha 23 e os outros tinham 19, 20 e 21. O projeto é esse, dá-nos gozo, mas não quero ouvir falar sobre qualificação europeia. Vamos fazer o nosso caminho", frisou.

Autor do golo do Portimonense destaca Samuel: "É grande"

Lucas Possignolo, defesa do Portimonense e autor do golo da vitória do conjunto algarvio, disse no flash interview junto da BTV, após o encontro, que ele e os seus colegas foram autênticos "guerreiros", antes de elogiar a atuação do seu guarda-redes, Samuel Portugal.

"Seria sempre muito difícil ganhar aqui, principalmente depois do 3-0 deles ao Barcelona. Mas fomos guerreiros, focados e merecemos. O Samuel [guarda-redes] é grande. A equipa ajudou-o, queríamos muito a vitória", afirmou o central.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.