O treinador do Vitória de Guimarães, Paulo Turra, assumiu hoje que é preciso melhorar a finalização e as tomadas de decisão, a começar pela receção de domingo ao Estoril Praia, na sétima jornada da I Liga de futebol.

Apesar de orientar uma equipa que não vence desde que se impôs ao Vizela (2-0), em 27 de agosto, para a terceira jornada do campeonato, o técnico considera que os seus jogadores estão cada vez “mais cientes das ideias de jogo” trabalhadas e lembrou a supremacia estatística nos jogos de setembro, à exceção da visita ao Benfica (derrota por 4-0), para justificar a confiança para o próximo jogo.

“Espero que possamos materializar as oportunidades que estamos a criar em golos e que possamos fazer a nossa massa associativa feliz. Esperamos manter uma equipa intensa, que sufoque o adversário, que, durante todos os jogos, tirando o do Benfica, que foi atípico, teve sempre mais posse de bola, mais remates, mais oportunidades. Esperamos dar o próximo passo e efetivar essas oportunidades em golos”, vincou, na antevisão ao duelo marcado para as 18:00.

O ‘timoneiro’ de 49 anos mostrou-se convencido de que os seus ‘pupilos’ vão chegar à área estorilista “por dentro, pelos lados e por cima” e tomar melhores decisões face aos jogos mais recentes, num processo que está longe de se cingir aos avançados.

A formação vimaranense vai receber uma equipa que trocou de treinador na segunda-feira, anunciando Vasco Seabra como sucessor de Álvaro Pacheco, que venceu o Leixões (2-1) no primeiro jogo do novo técnico, referente ao Grupo D da Taça da Liga, e que “marca muitos golos”, admitiu Paulo Turra.

Apesar de defrontar a formação com o quinto melhor ataque da I Liga, fruto dos 12 golos apontados em seis jornadas, o técnico brasileiro perspetivou um Vitória com mais bola, frente a um adversário que, a seu ver, pode jogar com uma linha defensiva de cinco elementos.

“Temos de nos preocupar com o próximo passo, o de converter as oportunidades. Respeitamos muito o adversário, e o futebol está muito nivelado, mas estamos muito confiantes. Acredito que [o Estoril Praia] não vai ter mais bola do que o Vitória. Acredito que se possa fechar numa linha de 5x4x1 e aposte nas transições. É o que geralmente acontece com as equipas que jogam contra o Vitória”, projetou.

O Vitória de Guimarães, sétimo classificado da I Liga portuguesa, com 10 pontos, recebe o Estoril Praia, 17.º, com quatro, em desafio da sétima jornada, marcado para as 18:00 de domingo, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, com arbitragem de Miguel Nogueira, da Associação de Futebol de Lisboa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.