O "capitão" dos pacenses juntou aos elogios "bons níveis de confiança", em resultado dos pontos conquistados na recepção ao FC Porto e na visita à Académica, onde, em sua opinião, ficaram evidentes alguns dos aspectos a melhorar na equipa.

Pedrinha insistiu no tema e lembrou que "não cometer erros infantis e fazer o que se prepara durante a semana aumenta as probabilidades de êxito da equipa", sendo essa a aposta do grupo pacense para a recepção no sábado ao Vitória de Guimarães.

"Já não ganhamos há algum tempo ao Vitória (a última vez foi em 2003/2004 e por 1-0), mas também não temos perdido. E é para manter essa onda positiva frente a uma excelente equipa, que é muito forte em todos os sectores", sublinhou Pedrinha.

O médio tem 172 jogos realizados na Liga e 11 golos marcados, o último dos quais anotado em Coimbra, na última ronda, um tento de "belo efeito" que valeu um ponto aos "castores".

"Gosto de marcar e quando acontece é sempre motivo de satisfação, sobretudo quando contribui para os pontos, como foi o caso em Coimbra. Mas não vivo obcecado com isso, embora reconheça que foi um golo de belo efeito, semelhante a um outro marcado em Penafiel, há alguns anos", sublinhou.

Aos 31 anos, Pedrinha é capitão do Paços de Ferreira e titular num sector aparentemente com menos soluções na equipa, mas o médio contrapõe e garante que "há gente com qualidade, que apenas aguarda por uma oportunidade para dar provas".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.