Pedro Proença esteve presente numa conferência de imprensa esta terça-feira na sede da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para falar do Mundial de Clubes, mas não deixou de ser confrontado com a polémica criada recentemente na arbitragem lusa devido a uma entrevista ao jornal Record.

O árbitro português teceu então duras críticas ao Conselho de Arbitragem da FPF e hoje tentou evitar mais comentários além do que já foi dito no comunicado de ontem, onde a polémica havia sido declarada "encerrada". "Não quero alongar-me muito sobre uma conversa institucional que decorreu aqui ontem (segunda-feira). Expus os meus pontos de vista, fui ouvido e as coisas ficaram esclarecidas", declarou.

Recorde-se que na entrevista dada ao jornal "Record", Pedro Proença referiu que havia um "caos instalado" na arbitragem e declarou que o Conselho de Arbitragem era "um corpo dirigente absolutamente amador, incompatível com tanto dinheiro e tantos recursos que a arbitragem nunca teve".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.