A formação da casa adiantou-se aos 43 minutos, por Rui Miguel, mas, aos 87, uma queda forçada do brasileiro Djalmir levou Olegário Benquerença a marcar uma grande penalidade, que Ukra converteu, aos 88.

Desta forma, o Vitória de Guimarães, que se apresentou muito desfalcado, passou a contar 37 pontos, ganhando apenas mais um de avanço à União de Leiria (34) e Paços de Ferreira (33), que perderam.

Por seu lado, o Olhanense ganhou um ponto na luta pela manutenção, passando a contar 25, contra 21 do Leixões, 15.º e penúltimo, que recebeu e bateu o Paços de Ferreira por 2-0, com tentos de Zé Manel e do camaronês Pouga.

Na frente da tabela, o Sporting de Braga voltou a recolocar-se provisoriamente a três pontos do líder Benfica, ao vencer por 2-1 no reduto da União de Leiria.

O brasileiro Cássio ainda adiantou os locais, aos 12 minutos, mas o camaronês Meyong, aos 31, e o colombiano Renteria, aos 34, viraram o resultado, que, depois, os “arsenalistas” lograram segurar até final.

O “onze” de Domingos Paciência passou a contar 61 pontos, contra 64 do Benfica, que recebe terça-feira o Sporting, no jogo que encerra a ronda 26.

Para já, o conjunto bracarense manteve cinco pontos de vantagem para o tetracampeão FC Porto, terceiro, que venceu por 1-0 o Rio Ave, em Vila do Conde, graças a um tento do regressado argentino Ernesto Farias (65 minutos).

Nos outros encontros da ronda, destaque para a “chuva” de golos nos Barreiros, onde o “lanterna vermelha” e quase condenado Belenenses conseguiu um empate a três golos, graças a um tento do suplente Devic, já aos 90+4 minutos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.