O jogador chileno, uma das apostas do treinador Ricardo Sá Pinto na segunda parte, diz que parte para qualquer livre com a confiança de que irá marcar.
«Penso sempre que vou marcar, mas nem sempre acontece. Senti-me feliz por ter ajudado a equipa a conquistar os três pontos. Soubemos gerir o esforço e conseguir um bom resultado», disse o médio que reconheceu a dificuldade de jogar contra um adversário «muito recuado».
«Foi um jogo complicado, pois o adversário jogou muito recuado. Mas conseguimos o golo que nos dá mais três pontos, que era o objetivo», concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.