Após a vitória sobre o Estoril e antes de mais uma festa do FC Porto, Pepe começou por "dar os parabéns" aos adeptos portistas, passando depois para a análise ao jogo.

"O Estoril não teve oportunidades na primeira parte, entrámos fortes no jogo e podíamos ter saído com vantagem ao intervalo. Voltámos a entrar fortes na segunda parte, fomos a equipa que mais procurou a baliza do adversário, fizemos os golos e fomos justos vencedores", disse o central luso-brasileiro à Sport TV.

Quando questionado sobre se este seria o título mais saboroso, Pepe aproveitou para deixar algumas críticas.

"Todos os títulos são especiais. Antigamente, a luta pelo título era só entre FC Porto e Benfica, mas agora, nestes últimos dois anos entrou o Sporting. De qualquer forma, contra factos não há argumentos, fomos a melhor equipa em Portugal, as estatísticas estão aí. Alguns iluminados, que nunca deram um pontapé numa bola, tentaram manchar a nossa conquista, o nosso mérito, mas tivemos o melhor ataque, melhor defesa, recorde de pontos, sei lá, vários recordes. Portanto, para esses, digo-lhes, continuem dessa maneira, porque é assim que nos alimentam a lutar contra tudo e contra todos. Da nossa parte, quando se trabalha de forma séria, com objetivos em mente, a tendência é essa, ter sucesso".

Sobre o futuro, Pepe lembrou que tem mais um ano de contrato, consciente das lesões que o tem atormentado nos últimos tempos.

"Ainda tenho mais um ano de contrato. Não apenas eu, com 39 anos, mas também muitos jovens lesionam-se e o mais importante é a força mental para ultrapassar esses obstáculos que surgem na carreira, além de que, no meu caso, aqui, no FC Porto, trabalha-se com muita seriedade para nos ajudarem a superar esses momentos".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.