O treinador do Paços de Ferreira, Petit, reclamou hoje critérios disciplinares iguais para todas as equipas da I Liga de futebol, de modo a evitar os "exageros" de que diz estar a ser vítima a formação pacense.

Petit, que falava à margem da conferência de antevisão ao jogo com o Boavista, na sexta-feira, da 15.ª jornada da I Liga, evitou falar em má vista dos árbitros na avaliação dos lances envolvendo os seus jogadores, mas queixou-se de "dualidade de critérios".

"Se analisarmos as expulsões, a do Mateus [em Chaves], por acumulação, penso que o segundo amarelo é exagerado, quando se vê noutros jogos, nos jogos grandes, jogadores a fazer pior do que o Mateus, mas a dualidade de critérios é sempre diferente. E esta expulsão do Luiz Phellype [frente ao Belenenses], o primeiro amarelo por protestos e o segundo numa bola em que tenta chegar, também nos condicionou muito e foi também exagerada", afirmou Petit.

Para o treinador pacense, a solução para acabar com estas discrepâncias passa pela adoção de critérios iguais para todos.

"Nós vemos e analisamos os jogos todos e acho que é um exagero aquilo que [os árbitros] têm dado ao Paços de Ferreira. O jogo de Belém [com o Belenenses e que terminou 1-1] não foi nada em matéria de agressividade e levámos cinco amarelos e um vermelho", concluiu.

Desde que Petit assumiu o comando técnico do Paços de Ferreira, em 29 de outubro, já foram expulsos três jogadores num total de cinco jogos, contra as duas expulsões verificadas nos 13 jogos anteriores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.