Pinto da Costa voltou a frisar que, em nenhum momento, pensou em contratar algum dos jogadores que rescindiram com o Sporting. Na coluna mensal que assina na revista 'Dragões', o presidente do FC Porto explicou que nunca se iria aproveitar da fragilidade de um rival.

"O Sporting entrou em grande convulsão após os acontecimentos de Alcochete, que todos os adeptos de futebol lamentam, como é natural,e consequente vaga de rescisões no plantel. Tal como tinha acontecido em 1994, por ocasião de um igualmente período crítico no Benfica, altura em que telefonei ao então presidente Jorge de Brito a garantir que o FC Porto não se iria aproveitar desse momento para contratar jogadores do Benfica, também agora informei o presidente do Sporting de que o FC Porto não seria o destino de qualquer jogador que rescindisse com o Sporting", escreveu.

O líder portista escreveu ainda que reafirmou essa intenção, no período em que os adeptos e sócios do Sporting votavam a destituição da direção liderada por Bruno de Carvalho.

"Mas porque se avizinhava uma Assembleia Geral para votar a destituição do presidente, fiz questão de informar dois distintos e amigos sportinguistas que o FC Porto não se aproveita das debilidades momentâneas que um seu rival possa ter. E assim liguei a José Maria Ricciardi e a Eduardo Barroso, tendo-lhes dado a minha palavra de honra de que apesar de vários empresários nos estarem a oferecer atletas, não iríamos contratar um só jogador que tivesse rescindido contrato com o Sporting", atirou.

Na mesma revista, Pinto da Costa aproveitou para 'atacar' o presidente do Benfica, que disse, na Assembleia-geral do clube, que ia fazer uma pequena loucura, aludindo a possibilidade de contratar alguns dos jogadores que rescindiram com o Sporting.

"Enquanto isso sucedia e ao mesmo tempo que o FC Porto dava garantias a um rival a passar por dificuldades, o que pode acontecer a qualquer clube num dado momento, o presidente do outro rival prometia aos seus consócios aproveitar-se da fraqueza alheia e fazer 'uma pequena loucura' para contratar jogadores ao Sporting. O que fica é o comportamento ético de quem representa os clubes", atirou.

Na coluna que assina na revista 'Dragões', Pinto da Costa falou ainda da nova temporada.

"A época está quase a começar, a nossa equipa está bem e [...] a nossa artilharia está pronta para os duros combates que se avizinham", terminou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.