Jorge Nuno Pinto da Costa cumpre, esta quinta-feira, 33 anos de presidência do FC Porto e o dirigente portista confessou que ainda não chegou o momento de se reformar.

"Eu já tinha idade para me reformar mas não o farei enquanto tiver vontade de fazer mais e fazer com que o FC Porto seja maior. Enquanto sentir isso, esqueço-me do bilhete de identidade e encaro o dia-a-dia como mais um dia de trabalho", começou por dizer em declarações ao Porto Canal.

Pinto da Costa referiu que nem sempre tomou as melhores decisões ao longo de 33 anos, mas pensou sempre que todas elas fosse benéficas para o clube da Invicta.

"Não tomei sempre as melhores decisões mas tomei as que achei que fossem melhores para o FC Porto, sem ter medo de consequências fosse do que fosse, de criar inimizades ou de ter pessoas que me queiram ver daqui para fora por não gostarem do clube. Enquanto Deus me der vida e saúde, estarei sempre aqui para servir o clube".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.