Pinto da Costa é contra a criação de uma Superliga Europeia que apesar de não seria negativa para o FC Porto, seria má para o futebol português.

"Aquilo que em tempos me foi transmitidos pelos ideólogos disso é que o FC Porto em principio entraria.Eu penso que nem seria mau para o FC Porto, mas seria para o futebol português. Iam estar quatro ou cinco equipas  de Inglaterra, quatro ou cinco de Espanha, quatro ou cinco da Alemanha e depois por favor iam lá estar um ou dois de Portugal e naturalmente que o campeonato português perderia imenso interesse sem os clubes todos. Em principio sou contra", disse, em entrevista ao 'Portal dos Dragões'.

Questionado sobre um possível regresso de Ricardo Quaresma, Pinto da Costa não esconde que era algo que gostaria de ver acontecer seja como jogador seja noutro cargo.

"O Ricardo Quaresma regressar a casa pode acontecer em dois sentidos: como jogador ainda, e nisso nunca pensámos porque a época está a decorrer neste momento, não pensamos nisso, estamos concentrados no campeonato que estamos a disputar e no devido tempo é que veremos isso. Outro aspeto é voltar a casa noutra atividade. É evidente que para mim quando um jogador que tem pelo FC Porto o carinho que tem o Quaresma, quando tenho um jogador com que me dou pessoalmente acima das relações presidente-jogador, relações de amizade, para mim será um prazer se um dia o Ricardo Quaresma, nem que já tenha acabado a carreira, quiser regressar ao FC Porto, seja num cargo técnico, seja diretivo, seja o que for. Acho que o Ricardo Quaresma está tão ligado ao FC Porto como o FC Porto e os seus adeptos sentem um carinho muito especial pelo Quaresma", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.