Pinto da Costa falou, em entrevista ao jornal O Jogo, sobre a saída de Ricardo Quaresma para o Besiktas. O presidente do FC Porto garante que "ninguém mandou embora" o extremo português e explica que a decisão de abdicar do extremo se deve apenas a questões de regularidade exibicional.

"Sou admirador de todos os jogadores do FC Porto quando dão tudo o que podem e sabem pelo clube. O Quaresma teve a sua utilidade e momentos de génio no FC Porto, mas não conseguiu aquela regularidade que se exige permanentemente a um jogador. Ninguém mandou embora o Quaresma", garantiu o líder dos 'azuis-e-brancos'.

"Ele mostrou vontade de ir embora para o Besiktas, chegámos a um acordo. Quando autorizámos, fizemos regressar o Varela, que nem estava previsto, mas que o treinador já o ano passado queria. Tenho a certeza de que Quaresma leva boas recordações do FC Porto e o FC Porto fica com boas recordações do Quaresma. Não tenho dúvidas de que ele quer que o FC Porto continue a ganhar e ele não tem dúvidas que eu e todos nós queremos que ele triunfe, esteja onde estiver", acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.