O presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa saiu uma vez mais em defesa de Pedro Proença. O líder máximo do FC Porto lembrou que Proença tem vindo a ser alvo de críticas simplemente pelo "grande crime" de ter escrito ao Presidente da República.

"Fazer disso um drama é ridículo. Sabem que Pedro Proença não quer que a Liga saia do Porto e, inclusive, tem um projeto de grande alcance para a cidade do Porto, estão a tentar que isso não se concretize", afirmou Pinto da Costa, citado pelo jornal 'O Jogo'.

O presidente do clube 'azul e branco' elogiou ainda o trabalho realizado por Pedro Proença. "Pegou numa Liga totalmente falida e, passado um ano de ser eleito com 96% dos votos, considero estes ataques sem qualquer razão. Mal de nós se um cidadão não tivesse a oportunidade de se dirigir a um Presidente da República, ainda mais como este, que promove os afetos", acrescentou à mesma publicação.

Pinto da Costa concluiu que tudo isto constitui apenas um pretexto para centralizar todo o futebol em Lisboa. "A Liga é um organismo que resiste desde a primeira hora. Não foi como disse um papagaio na televisão, que o major Valentim Loureiro tinha trazido, em 1999, a Liga para o Porto. É mentira. A maneira de tentarem é pôr lá alguém que compactue com isso", terminou.

Pedro Proença verá, recorde-se, a sua continuidade na presidência da Liga decidida esta segunda-feira, numa Assembleia Geral extraordinária na qual estarão presentes todos os clubes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.