Confinado em casa em resultado da pandemia do coronavírus, Pizzi explicou o seu dia a dia.

"Neste momento, a expressão "jogar em casa" faz ainda mais sentido, sim. Jogar em casa com quem nos está mais próximo. É importante estarmos o mais resguardados possível, para conseguirmos evitar consequências mais drásticas", começou por dizer em declarações à Comercial.

"Cá em casa, temos duas crianças, o Francisco e o Afonso. Até agora tem sido tudo muito tranquilo e temos conseguido distrair os miúdos. O Francisco vai fazer um ano e, como não vamos poder fazer uma festinha para todos, vamos celebrar nós, em família. Já o Afonso é um menino muito tranquilo. Tem passado o dia inteiro a jogar à bola, coisa que adora fazer. Eu vou acompanhando. Também mantenho as regras da minha profissão. Continuo a treinar e tenho conseguido fazer isso em casa. Quando isto tudo começou, o Benfica deu-nos todas as condições para podermos treinar em casa. Isto, claro, dentro do possível. É muito diferente treinar em casa e treinar no Benfica. Tenho estado a cumprir com o treino em condições e tenho um grande ajudante que é o Afonso. Está sempre comigo e ainda faz a ginástica que a escola recomendou aos alunos."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.