Numa conversa no Instagram com o PT Amândio Costa, Pizzi contou como tem sido a sua rotina em tempos de pandemia.

"Quando estou em atividade de jogos não treino como agora. É mais de mobilidade e recuperação ativa. Nesta quarentena tenho trabalhado por um plano que o Benfica tem enviado. E tenho feito muitas coisas diferentes que não estava habituado no dia-a-dia, devido ao trabalho de campo que agora não temos, ou que temos menos e não com os nossos companheiros", elucidou.

O médio dos encarnados abordou ainda o plano alimentar recomendado pelo nutricionista do Benfica.

"O nutricionista Carlos Caetano trabalha muito bem essa parte. Diariamente enviamos o nosso peso ao acordar para ele vigiar. Ele enviou-nos muitas maneiras de cozinhar certos alimentos como peixe e legumes, porque há muitos jogadores que estão sozinhos e têm de ser eles a cozinhar. Também nos deu uma lista de pequeno almoço, almoço, lanche, jantar e ceia, com formas corretas de nos alimentarmos. Se fizermos exercício e estivermos toda a tarde no sofá a comer porcaria isto não funciona", advertiu o médio.

Pizzi destaca ainda o lado positivo da quarentena.

"O que mais posso levar desta quarentena é o convívio com os meus filhos e a minha família. Passamos muito tempo a viajar, dormimos muitas vezes fora de casa e os miúdos não têm toda a atenção que merecem da nossa parte quando estamos em competição. O Afonso está radiante por me ter todos os dias em casa e só quer jogar à bola comigo. Eles também sofrem quando estamos a competir. E com esta pandemia que nos afeta a todos esta relação é o melhor que podemos tirar."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.