O Portimonense e o Paços de Ferreira empataram hoje 1-1, em jogo da primeira jornada da Liga Portuguesa de futebol, com a equipa forasteira a desperdiçar uma grande penalidade em período de descontos

O Paços de Ferreira adiantou-se no marcador aos 45+2, com um autogolo do defesa Lucas Possignolo, mas a equipa do Portimonense, a jogar em casa, conseguiu chegar ao empate aos 52, com um golo do avançado brasileiro Fabrício.

Em período de descontos, o avançado Douglas Tanque desperdiçou uma grande penalidade, defendida pelo guarda-redes dos algarvios.

O Paços de Ferreira foi o primeiro a criar perigo, logo aos seis minutos, aproveitando uma defesa incompleta de Samuel após um primeiro remate de Luther, com Douglas Tanque a tentar a recarga, mas o guarda-redes dos algarvios a fazer bem a mancha.

A resposta do Portimonense chegou aos 14', com Welinton a rematar na passada para uma boa defesa de Jordi. Logo a seguir, a equipa de Pepe ficou a reclamar uma grande penalidade, na sequência de um remate de João Amaral que acertou em Wyllian. O árbitro faz um compasso de espera, mas acabou por mandar seguir.

Aos 22' foi a vez dos algarvios assustarem, na marcação de um livre frontal, com Fali Candé a rematar fortíssimo a rasar o poste.

Depois de uma primeira meia-hora disputada a um ritmo intenso, com oportunidades para ambos os lados, acabou por ser o Paços de Ferreira a chegar à vantagem, no último lance da primeira parte: canto marcado por João Amaral, com Marco Baixinho a saltar junto ao primeiro poste e de cabeça, nas alturas, a desviar para dentro da baliza de Samuel.

A vantagem da equipa pacense foi anulada já na segunda parte (52'), através de um livre de Lucas Fernandes na direita, com Fabrício a surgir junto ao segundo poste e a cabecear para o empate.

O Paços reagiu bem ao golo sofrido e aos 66' por pouco não se colocou novamente em vantagem, após um livre de João Amaral, em que Marco Baixinho, Marcelo e Diaby não chegaram a tempo da emenda. Aos 71' foi a vez de Douglas Tanque rematar ao ferro - Samuel ainda tocou na bola.

Já depois de mais uma oportunidade desperdiçada pelos pacenses - Stephen Eustáquio também esteve perto do golo num remate a rasar o poste aos 80' - a melhor fase do jogo estava reservada para o fim, com o árbitro a reverter um penálti para o Portimonense e a assinalar outro favorável ao Paços de Ferreira no lance seguinte, com Samuel a defender o remate de Douglas Tanque.

Recorde-se que a primeira jornada do campeonato ainda não está completa, uma vez que o jogo entre o Sporting e o Gil Vicente, que estava agendado para sábado, acabou por ser adiado para data a determinar devido a casos positivos de covid-19 em ambas as equipas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.