O Portimonense começou a perder mas acabou por golear o Vitória de Setúbal por 5-2, em encontro que fechou a décima jornada do campeonato nacional.

O jogo até começou de feição para os sadinos, com Arnold a marcar o golo inaugural logo aos três minutos de jogo. No entanto, apenas seis minutos depois Oriol Rossel, com um grande pontapé de fora da área empatou o encontro.

Aos 22 minutos, Dener colocou os algarvios em vantagem no marcador pela primeira vez no encontro. Uma vantagem que viria a ser aumentada aos 29 minutos, com Fabrício a converter da melhor forma uma grande penalidade.

Os contornos de goleada chegaram na segunda parte. Aos 61 minutos, Paulinho finalizou uma grande jogada da equipa do Portimonense e colocou o resultado em 4-1.

E seria aos 66 minutos que o vídeoárbitro entraria em ação. Numa jogada entre Vasco Fernandes e Fabrício, o central da equipa de Setúbal pontapeia o avançado do conjunto de Portimão na face. O árbitro António Nobre decidiu ver as imagens do VAR e acabou por expulsar Vasco Fernandes.

Ora, em vantagem numérica, o Portimonense aumentou ainda mais a vantagem, com Fabrício a completar uma jogada da esquerda de Lumor e a colocar o resultado em 5-1. As novas tecnologias voltariam a entrar em ação desta vez, mas a favor do Vitória de Setúbal.

Aos 76 minutos, Tomás Podstawski marcou golo mas foi invalidado por fora de jogo. No entanto, a indicação do vídeoárbitro reverteu a decisão e António Nobre validou o golo, colocando o resultado final em 5-2.

Com esta vitória, o Portimonense salta para o 11.ª posto com 11 pontos, mais um ponto do que os sadinos, que ocupam agora a 13.ª posição com 10.

Veja o resumo do encontro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.