Dez meses depois, o Portimonense voltou a sorrir fora de casa, somando a primeira vitória fora do seu reduto para a Primeira Liga desde agosto de 2019. A equipa algarvia bateu o Famalicão por 1-0, com golo de Vaz Tê aos 17 minutos e continua sem perder na retoma do campeonato.

O Portimonense encontrou melhor e desde cedo procurou a vantagem no marcador.Aos dez minutos, um grande trabalho de Tabata esteve prestes a culminar em golo, não fosse a grande defesa de Vaná a desviar o esférico que ainda embateu na barra da baliza famalicense.

O Famalicão continuava com dificuldades em sair para o ataque e o Portimonense aproveitava, chegando ao golo inaugural aos 17 minutos. Um mau passe de Ivo Pinto é interceptado por Tabata, que passa para Vaz Tê, que no frente-a-frente com Vaná não desperdiçou e fez abanar as redes.

A equipa da casa só conseguiu causar perigo à passagem do minuto 34, quando depois de combinação com Rúben Lameiras, Pedro Gonçalves vê Gonda, guardião dos algarvios, a defender o esférico.

Antes do final da primeira parte, o Portimonense contou com duas grandes oportunidades para voltar ao balneário com 2-0 no marcador: primeiro aos 42', com Hackman, em posição frontal, a ver Vaná defender o seu remate e depois, no minuto seguinte, com uma perdida incrivel de Aylton Boa Morte, que junto ao segundo poste, com a baliza aberta, atirou ao lado.

Sem conseguir causar grande perigo no primeiro tempo, João Pedro Sousa fez entrar Gonçalo Assunção, Coly e Riccieli para os lugares de Lameiras, Perez e Centelles.

As mudanças fizeram efeito e o Famalicão entrou melhor no segundo tempo, a provocar perigo aos 53 minutos, com Pedro Gonçalves a obrigar Gonda à defesa apertada.

Minutos depois, os famalicenses viram o golo do empate impedido por uma grande defesa do guardião nipónico, que se esticou para defender mais um grande remate de Pedro Gonçalves.

Depois de uns minutos em que o Famalicão foi superior, o Portimonense conseguiu equilibrar a partida e voltou a ter em Boa Morte uma boa oportunidade, aos 69', que atirou ao lado.

Já com as cinco substituições usadas pelas duas equipas, o Famalicão foi mais pressionante nos últimos 10 minutos da partida, mas sem conseguir transformar a pressão em golos ainda viu o Portimonense ameaçar o segundo, quando aos 86' Beto tirou Vaná do caminho e seguiu para uma baliza deserta. o guardião conseguiu impedir o remate, mas o lance já estava invalidado por fora de jogo.

Com este resultado, o Portimonense volta a vencer fora para a I Liga dez meses depois - a última vitória fora tinha sido em agosto em Tondela na 2.ª jornada  - e fica provisoriamente a dois pontos do Tondela e a três de Vitória de Setúbal e Belenenses SAD, que ainda vão jogar esta jornada e continua sem perder desde a retoma do campeonato.

Já o Famalicão volta a perder na Primeira Liga seis jogos depois e pode perder o quinto lugar para o Rio Ave, que recebe esta noite o SC Braga, em Vila do Conde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.