O presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, lembrou hoje as "qualidades ímpares" de Seninho, lamentando a morte do antigo avançado do FC Porto, aos 71 anos.

"Foi com grande tristeza que tomei conhecimento da morte de Seninho, jogador do FC Porto e da seleção nacional, que vi jogar e que me habituei a admirar pelas suas qualidades ímpares", escreveu o dirigente da FPF.

Gomes enviou "uma palavra de conforto e sentidos pêsames" à família e ao clube ‘azul e branco' pela perda do luso-angolano, que foi campeão pelos ‘dragões' em 1977/78 e morreu aos 71 anos, anunciou hoje o clube em comunicado.

Nascido Arsénio Rodrigues Jardim, em Angola, foi como Seninho que marcou o futebol português ao longo de sete épocas pelos portistas, entre 1969 e 1972 e depois entre 1974 e 1978, com um período pelo meio em que foi campeão pelo FC Moxico, em Angola, quando cumpria o serviço militar.

Fez 150 jogos e 33 golos pelo FC Porto, que ajudou a quebrar um jejum de 19 anos sem ser campeão nacional, além de ter conquistado uma Taça de Portugal (1976/77) e de ter jogado nos norte-americanos do New York Cosmos, ao lado de nomes como Pelé, Cruyff ou Beckenbauer.

Seninho somou também um golo em quatro encontros pela seleção portuguesa de futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.