António Fiúsa, presidente do Gil Vicente, nega que tenham existido atrasos no pagamento do valor dos direitos desportivos aos clubes da Primeira Liga por parte da Olivdesportos, contrariando assim as declarações do presidente da Liga de Clubes, Mário Figueiredo, em entrevista à RTP na última segunda-feira,

“A Olivedesportos passa letras e não adianta dinheiro. Os direitos começam em agosto, quando se inicia o campeonato, e eles só pagam aos clubes em dezembro (…) Nunca tivemos quaisquer problemas relativamente a questões de pagamento, bem pelo contrário! O Sr. Joaquim Oliveira foi sempre uma pessoa que colaborou profissionalmente com o Gil Vicente pelo que nada do que ali é dito corresponde à verdade”, pode ler-se.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.