"É um dia muito triste para a Académica, o Dr. Joaquim Isabelinha era uma pessoa incomparável, uma personalidade com uma matriz única na Académica e para a Académica. Isabelinha e a Académica confundiam-se, eram Mãe e Filho directo”, referiu, em comunicado publicado no site oficial.

O dirigente enalteceu Isabelinha "como desportista, como homem, como médico, como amigo, que foi, e continua a ser, tão grande, que só está ao alcance dos eleitos".

Recordou "com saudade e simpatia" as memórias que guarda do sócio n.º 1 e simultaneamente atleta da Académica dos anos 30, que espalhou "fair-play" entre colegas e adversários, culminando com o envio de condolências a toda a família em nome de todos os órgãos sociais da "Briosa".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.