Kléber cumpre a sua segunda temporada no clube madeirense, por empréstimo do Atlético Mineiro.

No início da época, o FC Porto tentou adquirir os seus direitos desportivos junto do emblema brasileiro, sem dar conhecimento ao Marítimo, por 2,3 milhões de euros, negócio que não se veio a consumar.

Neste mercado de transferências de Inverno foi a vez de o Sporting tentar avançar para a compra do jogador, desta feita com conhecimento da formação insular, apresentando uma proposta de cerca de 2,5 milhões de euros.

O presidente do Atlético de Mineiro, Alexandre Kalil, recusou a oferta e veio a público considerar a proposta de “ridícula”, afirmando que a oferta dos azuis-e-brancos era superior.

Em comunicado, o Marítimo deu a conhecer as duas propostas e deixou no ar uma dúvida sobre as declarações do dirigente brasileiro: «Nas suas palavras, a proposta do F. C. Porto era mais alta – o que os documentos, porém, desmentem claramente. Mas se a proposta do F. C. Porto ‘era mais alta’, onde pára o (restante) dinheiro?! Nalgum saco azul?!».

O clube insular informou ainda que exerceu, recentemente, o direito de opção sobre Kléber, algo que estava prevista nas condições do contrato de empréstimo que havia sido estabelecido inicialmente com o Atlético de Mineiro: «O C. S. Marítimo exerceu o direito de opção sobre o jogador Kléber Laube Pinheiro, dentro dos prazos contratualmente estabelecidos. E disso deu conhecimento à FIFA».

Leia aqui o comunicado na íntegra e confira as diferenças existentes nas propostas apresentadas por Sporting e FC Porto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.