O Real Madrid prestou hoje homenagem na sua página oficial na Internet a Iker Casillas, com a mensagem ‘Obrigado Iker’ e uma imagem do antigo ‘capitão’ da equipa de futebol ‘merengue’, que vai despedir-se de Madrid no domingo.

Pouco depois de oficializar a transferência de Casillas para o FC Porto, no dia em que se cumprem cinco anos da conquista do título mundial pela seleção espanhola, o Real Madrid mudou a imagem da sua página, colocando uma fotografia do guarda-redes, sobre a deusa Cibeles, a erguer a taça da Liga dos Campeões.

“Obrigado Iker” é a legenda da imagem do futuro jogador do FC Porto, que capitaneou os ‘merengues’ nos últimos anos, enquanto nas redes sociais é divulgada pelo clube espanhol uma fotografia do guarda-redes de costas, com o dedo indicador esquerdo ereto, sobrepondo-se a outras memórias e aos por si títulos conquistados.

Sem divulgar detalhes sobre a transferência ou da duração do contrato do jogador com os ‘dragões’, o Real Madrid acrescenta que Casillas vai comparecer na sala de imprensa do Estádio Santiago Bernabéu, na capital espanhola, no domingo, a partir das 12:00 locais (11:00 em Lisboa).

Casillas, de 34 anos, tinha contrato até ao final da época 2016/17 com o Real Madrid, clube que representou durante 25 anos, 16 dos quais na primeira equipa.

“Três Ligas dos Campeões, um Mundial de Clubes, duas Taças Intercontinentais, duas Supertaças da Europa, cinco Ligas, duas Taças do Rei e quatro Supertaças de Espanha com o Real Madrid, um Mundial e dois Europeus com a seleção espanhola são parte importante do seu legado”, refere o Real Madrid, realçando ainda o facto de Casillas ter sido distinguido cinco vezes com o título de melhor guarda-redes do mundo e ter recebido o prémio Príncipe das Astúrias de desporto.

A estreia de Casillas na primeira equipa do Real Madrid remonta a 12 de setembro de 1999, no Estádio San Mamés, num encontro com o Athletic Bilbau, que terminou empatado 2-2, praticamente um ano depois de ter sido convocado pela primeira vez, a 27 de novembro de 1998, para a deslocação ao terreno dos noruegueses do Rosenborg, em jogo da Liga dos Campeões. Na altura, suprimiu as ausências dos lesionados Bodo Illgner e Pedro Contreras, mas foi suplente de Santiago Cañizares.

O passado recente de Casillas foi alternando momentos de alegria, como a conquista em Lisboa da Liga dos Campeões de 2014/15, com alguns menos felizes, como a passagem pelo banco ‘merengue’, por opção de José Mourinho, ou os assobios das bancadas durante a última época.

Agora, depois de vários dias de impasse nas negociações, que terão oscilado entre o acordo definitivo e a rotura total, devido aos montantes envolvidos, especialmente relacionados com assuntos fiscais, segundo a agência EFE, Casillas deixa o ‘seu’ Real Madrid, como o segundo jogador com mais jogos, 725, a 16 de Raul.

No FC Porto, que ainda não fez qualquer referência à contratação do guarda-redes, Casillas vai encontrar o treinador Julen Lopetegui, também ex-guarda-redes do Real Madrid, assim como os seus compatriotas Andrés Fernández, Marcano, José Ángel, Bueno, Adrián López e Tello.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.