De acordo o líder do clube recém-promovido ao campeonato principal, o recinto ainda não ficará pronto para a receção ao Marítimo, da sétima ronda, devido a um atraso técnico.

«O relvado já deveria estar colocado para podermos defrontar o Marítimo no nosso estádio. É impossível ter tudo pronto para esse jogo», revelou Rodrigo Nunes.

Apesar do atraso, o presidente dos fogaceiros garante que na nona jornada, quando o Feirense defrontar o Sporting, o Estádio Marcolino de Castro estará pronto.

«Estaremos com todas as condições necessárias para jogar com o Sporting, a 29 de outubro. É a data que apontamos para a inauguração da nova estrutura», disse.

Num dia simbólico para o clube, em que se celebram os 49 anos da inauguração do Estádio Marcolino de Castro, Rodrigo Nunes diz-se satisfeito com o decorrer das obras.

«Estamos a fazer tudo conforme o que tínhamos planeado. Tudo isto é um sinal de crescimento do Feirense, que terá um estádio moderno e acolhedor», garantiu.

Quanto ao próximo adversário da Liga, o FC Porto, o dirigente lembrou a grandeza de uma equipa que se reflete também nos números.

«Vamos jogar contra grandes jogadores, cujas cláusulas de rescisão permitiriam ao Feirense remodelar três ou quatro estádios», ironizou.

O Feirense tem realizado os seus jogos caseiros no Estádio Municipal de Aveiro, que será palco do jogo com os portistas, da quinta jornada da Liga portuguesa de futebol, marcado para as 18h15 de domingo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.