As goleadas são cada vez mais raras e assim não é de admirar que muitos tenham baptizado o resultado do Benfica - V. Setúbal de ontem de "um resultado à moda antiga".

Desde 01 de Janeiro de 2001 a Liga Portuguesa teve que disputar 2511 jogos para proporcionar goleadas em oito ocasiões, desde um 6-0 no Sporting de Braga-Santa Clara de 2001/2002 até ao jogo entre "águias" e "sadinos".

O resultado mais comum desde 2001 nestes é a "meia dúzia". Uma situação que se verificou por cinco vezes, três das quais na época de 2001/2002, uma em 2007/2008 e uma outra em 2008/2009).

Na história constam os registos do Sporting Braga-Santa Clara (01/02, 6-0), do Paços de Ferreira-Salgueiros (01/02, 6-0), do Paços de Ferreira-Sporting (01/02, 0-6), do FC Porto-Estrela (07/08, 6-0) e do Marítimo-Benfica (08/09, 0-6).

Mais acima estão as goleadas do União de Leiria ao Salgueiros, em 2001/2002 (7-0), do Benfica ao Paços de Ferreira, em 2002/2003 (7-0) e, finalmente, a da última jornada, com os 8-1 no estádio da Luz.

Desde que o século teve início são oito as goleadas, o que faz com que seja, estatisticamente, necessário 313 partidas - mais do que um campeonato - para que se verifiquem resultados tão volumosos.

Maiores goleadas na Liga Portuguesa no séc. XXI:

2009/2010 Benfica - Vitória de Setúbal, 8-1.

2002/2003 Benfica - Paços de Ferreira, 7-0

2001/2002 União Leiria - Salgueiros, 7-0

2008/2009 Marítimo - Benfica, 0-6

2007/2008 FC Porto - Estrela da Amadora, 6-0

2001/2002 Paços de Ferreira - Sporting, 0-6

2001/2002 Paços de Ferreira - Salgueiros, 6-0

2001/2002 Sp.Braga - Santa Clara, 6-0

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.