O Reus está a atravessar uma grande crise financeira mas nem por isso deixa de alcançar bons resultados na Segunda Liga Espanhola. Os catalãs foram até La Rosaleda golear o Málaga por 3-0, em encontro da 20.ª jornada.

Esta vitória é ainda mais extraordinária se tivermos em conta que o jogo esteve para não se realizar. Os 12 jogadores restantes do plantel pediram, por duas vezes, antes de viajarem, que o jogo não se realizasse, por não se sentirem em condições psicológicas de entrar em campo.

O Sindicato dos Jogadores pediu que o jogo fosse cancelado, até a a própria Liga queria que o encontro não se realizasse. O Sindicato dos Jogadores lembrava que era a segunda vez que os jogadores pediam a suspensão de um jogo do Reus devido a salários em atraso.

Com a saída de cinco jogadores, que rescindiram contrato devido a salários atrasos, o clube teve de recorrer a sua filial, que joga na terceira divisão, para ir buscar jogadores para completar a ficha de jogo.

E em campo, os jogadores mostraram brio profissional e honraram a camisola, com uma vitória espectacular num terreno muito complicado, perante o atual 4.º colocado da Segunda Liga Espanhola. Borja Herrera, o português Luis Gustavo (g.p.) e David Querol fizeram os golos. O outro português, Ricardo Vaz, também foi titular.

No final, os adeptos do Málaga reconheceram o esforço e a dedicação dos jogadores do Reus, aplaudindo-os.

Apesar da vitória, a continuidade do Reus no futebol profissional em Espanha está em perigo. A equipa ocupa o 20.º posto da Liga (entre 22 equipas), com 20 pontos em 20 jogos (Os quatro primeiros descem de divisão). Se a direção não arranjar soluções financeiras nos próximos dias, mais jogadores poderão deixar o clube, o que poderá levar o Reus a desistir da Segunda Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.