O treinador Ricardo Soares frisou hoje que as sete baixas clínicas do Moreirense configuram "uma situação anormal", embora estejam a proporcionar ao clube da I Liga "oportunidades para crescer".

"Gostava de ter os jogadores todos, porque a competitividade interna aumenta. Se há coisas positivas que isto nos traz é que me está a preparar para ser melhor no futuro e reagir mais rápido à adversidade", apontou o técnico, em conferência de imprensa.

Kewin, Abdu Conté, Anthony D'Alberto, Pedro Amador, Sori Mané, André Luís e Derik Lacerda estão lesionados, ao contrário de Ibrahima Camará, que teve um teste negativo para o novo coronavírus e foi autorizado hoje a reintegrar os treinos dos minhotos.

"Podíamos ter mais que cinco pontos, mas os jogadores têm dado uma grande resposta, sinal da capacidade de trabalho e da união existente dentro do clube. A cada jornada que passa temos mais certezas de que será um campeonato difícil e competitivo. Só com muito trabalho, dedicação e compromisso conseguiremos a manutenção", alertou.

Ricardo Soares valorizou a coesão defensiva revelada pelo Moreirense, "o que não é necessariamente jogar baixo, mas começar logo na frente a defender", tendo em vista uma "equipa que cresça a partir desta base e seja mais competente no futuro".

"O futebol é ganhar, o resultado está sempre presente na minha cabeça e temos de evoluir para estarmos mais próximos da vitória. Este é o ADN que queremos. É certo que faremos mais e melhor, mas há um tempo para isso e não ultrapassaremos etapas. Sabemos o que estamos a fazer, como estamos e como isto vai acabar", garantiu.

Sem vencer há três jornadas seguidas, após o triunfo na ronda inaugural diante do Farense (2-0), os "cónegos" vão receber o Marítimo, que tem "muita qualidade individual, defende com muita gente e é forte nos duelos e bolas paradas".

"Não queremos ser surpreendidos por alguma dinâmica e respeitamos muito o Marítimo, mas vamos a jogo com o pensamento de entrar para ganhar. Todas as equipas têm coisas muito boas e outras menos boas. Encontraremos a melhor forma para atacar os espaços concedidos e transformar o jogo em sucesso para nós", analisou.

O Moreirense, 12.º colocado, com cinco pontos, recebe o Marítimo, sétimo, com seis, no domingo, às 15:00, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, em duelo da quinta jornada da I Liga, com arbitragem de Artur Soares Dias, da associação do Porto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.