O treinador Ricardo Soares disse hoje esperar um jogo difícil no terreno do Paços de Ferreira, sexta-feira, na 14.ª jornada da I Liga, mas quer que o Gil Vicente imponha o seu jogo de posse.

O Paços de Ferreira tem apenas duas vitórias no campeonato, a última das quais há quase três meses e meio (a 29 de agosto, 1-0, fora, ao Portimonense, na quarta jornada).

Ainda assim, o técnico gilista disse esperar “muitas dificuldades” no reduto dos ‘castores’, mas realçou que o Gil Vicente quer “impor” o seu jogo.

“O Paços de Ferreira é forte nas bolas paradas, defende com qualidade, tem três, quatro extremos com muita qualidade, um meio-campo tecnicamente evoluído, com jogadores experientes, mas queremos chegar lá e impor o nosso jogo, não abdicamos dele, quando não pudermos temos que nos ajustar para depois voltar ao nosso jogo, de posse e de qualidade”, disse.

Pelo facto de não vencer há mais de três meses para o campeonato, Ricardo Soares admite que o Paços de Ferreira encare o jogo como se de uma final se tratasse.

“Acredito que sim, mas para nós também, porque cada jogo é uma final”, disse.

As duas equipas já se defrontaram esta época em Paços de Ferreira, no final de julho, para a Taça da Liga, tendo então os pacenses levado a melhor após desempate por grandes penalidades.

Para Ricardo Soares, o adversário “está melhor neste momento” do que há quatro meses, apesar de vir de uma série de resultados “que não condiz com a sua capacidade e organização”, o que “por vezes acontece na I Liga”.

Após a goleada caseira imposta ao Famalicão (4-0), na última ronda - a equipa de Barcelos não perde há quatro jornadas na I Liga - Ricardo Soares disse que a equipa fez um jogo a “roçar a perfeição” e hoje frisou que “tem vindo a melhorar, mas tem muito por onde crescer”.

“Ainda há momentos que não controlamos, queremos ter um jogo mais dominador. Somos muito ambiciosos e queremos mais e melhor. As equipas avançam e recuam [ao longo da época], importante é que possa avançar mais do que quando recuar. Mas, ainda estamos na 13.ª jornada, ainda vamos sofrer muito, o nosso objetivo é claramente a manutenção”, disse.

Sobre se pondera fazer alterações no ‘onze’, Ricardo Soares afirmou que no Gil Vicente “há uma conduta de mérito”.

“Eles trabalham muito e fazem tudo para ganhar o seu espaço e os que eu entender que são mais competentes, jogam. Só podem jogar 11, estou aqui para decidir com base na meritocracia”, frisou.

Gil Vicente, oitavo classificado, com 17 pontos, e Paços de Ferreira, 13.º, com 11, defrontam-se a partir das 20:15 de sexta-feira, no Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira, com arbitragem de Artur Soares Dias, da associação do Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.