Na antevisão do jogo com o Gil Vicente, Rúben Amorim abordou a forma recente de Pedro Gonçalves, mais propriamente os golos falhados na partida diante da Atalanta.

O técnico dos leões reconheceu que Pote não atravessa a melhor fase no que a finalização diz respeito, mas não deixou de elogiar o médio português relativamente ao seu papel na equipa.

"Não falei nada com ele. São fases de jogadores que acontecem. Já teve fases muito boas. Acho que o problema é ser um jovem que teve sempre fases muito boas e está a passar uma fase em que não marca os golos que devia. As pessoas olham para ele e cinco golos num médio - que ele joga às vezes a médio - mais três assistências é pouco... Quanto melhores os jogadores são, maior é a exigência. Manter isso ano a ano é muito difícil. Volto a dizer, gosto muito de tudo o que o Pote faz. Neste jogo falhou duas oportunidades que não costuma falhar e portanto ele está a sofrer com o sucesso que teve. Tem de apanhar o comboio outra vez, e vai apanhar. Vai voltar a jogar"

Amorim não tem dúvidas que a moral de Pedro Gonçalves não está afetada, e que tudo ficará mais fácil quando o '8' dos leões voltar aos golos.

"Às vezes analisamos as imagens. Porque é que no momento do remate falhou, o que poderia ter feito melhor... O que não fazemos em campo fazemos através de imagens, com toda a equipa técnica. Quando a primeira entrar, tudo começa a ser mais fácil. É uma fase em que temos de ter atenção aos aspetos técnico e tático e não mais que isso. O psicológico melhora com a bola a entrar".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.