Rúben Amorim, treinador do Sporting, não escondeu a insatisfação pelo resultado da equipa em Moreira de Cónegos, face às oportunidades das quais os leões dispuseram na partida.

"Já nos aconteceu o contrário, desta vez foi o Moreirense a marcar no fim. Acho que dominámos toda a partida, aqui ou ali tivemos más decisões em que permitimos algumas transições ao adversário, mas acho que o Moreirense não teve grandes oportunidades. Tivemos várias oportunidades para fazer o golo, fizemos golo, foram dois golos anulados por centímetros, penso eu, e o futebol é mesmo isto. O campeonato ainda é longo, perdemos dois pontos e há que pensar o próximo jogo", disse, em declarações na flash interview da Sport TV.

O técnico considerou que a ausência dos internacionais não teve influência no resultado.

"Os jogos são todos difíceis, nós fomos superiores hoje, tivemos várias oportunidades, saídas de bola em que podíamos ter aproveitado melhor. Não foi pela falta de trabalho com os internacionais, faz parte de um clube grande, não é desculpa para nada. É pensar no próximo jogo, este já passou, perdemos dois pontos e agora há que continuar", afirmou.

Amorim abordou ainda a alteração forçada no decorrer do primeiro tempo, com a entrada de Matheus Reis para o lugar de Nuno Mendes, recordando a sua insatisfação por o lance que lesionou o lateral não ter dado amarelo para o jogador do Moreirense.

"O Matheus recuperou no fim e deu-nos profundidade, não é a mesma coisa, o Nuno Mendes tem umas caraterísticas diferentes, é muito ofensivo, está mais rotinado, não esteve tanto tempo parado como o Matheus e perdemos ali um jogador muito importante. A única coisa pela qual estava chateado foi porque o miúdo teve de sair e nem amarelo houve, mas faz parte do jogo", recordou.

Com menos dois pontos de vantagem na liderança (são agora oito), o treinador do Sporting frisou que a vantagem pontual não interessa e que o foco dos jogadores é jogo a jogo.

"O que interessa é o próximo jogo. Temos de ganhar o próximo jogo, eles não têm de pensar em mais nada, estejam oito, dez atrás ou à frente. O nosso pensamento é ganhar o jogo, é muito mais fácil assim, é mais simples e é esse o caminho que vamos seguir", concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.