Rui Almeida deixou hoje o comando técnico do Gil Vicente e tornou-se no terceiro treinador a deixar uma equipa da I Liga portuguesa de futebol na temporada 2020/21, quando estão decorridas sete jornadas.

Na sua primeira experiência como treinador principal num clube da I Liga, Rui Almeida, de 51 anos, deixou os barcelenses após sete rondas, nas quais conseguiu apenas um triunfo, logo na primeira jornada, dois empates e quatro derrotas consecutivas.

O Gil Vicente é, neste momento, 17.º e penúltimo, com apenas cinco pontos, defrontando na sua próxima partida o Oleiros, do Campeonato de Portugal, na Taça de Portugal, em 20 de novembro.

Dias antes de Rui Almeida deixar os ‘gilistas’, Ricardo Soares tinha rescindido com o Moreirense, que ocupava o 11.º lugar, com oito pontos em seis partidas disputadas, uma vez que a equipa tem menos um jogo, devido aos casos positivos do novo coronavírus na equipa.

Esta época, a equipa de Moreira de Cónegos conseguiu duas vitórias em casa, frente a Farense e Marítimo, empatou com Boavista (casa) e Belenenses SAD (fora) e foi derrotada nas deslocações ao Benfica e ao Rio Ave, que foi a última partida disputada.

César Peixoto foi o escolhido pelos vimaranenses para substituir Ricardo Soares.

Tiago Mendes foi o primeiro a deixar o comando de uma equipa, depois de ter orientado o Vitória de Guimarães nas três primeiras jornadas.

O clube vimaranense acabou por escolher João Henriques para o suceder no cargo.

- Alterações de treinadores na I Liga de futebol 2020/21:

Jornada Clube Sai Entra

3.ª Vitória de Guimarães Tiago Mendes João Henriques

7.ª Moreirense Ricardo Soares César Peixoto

7.ª Gil Vicente Rui Almeida a designar

(a) – Saiu após a sétima jornada, mas com um jogo em atraso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.