O treinador do Beira-Mar, Rui Bento, quer vencer o Olhanense e sublinha que apesar da equipa não estar «demasiado preocupada, tem de se manter matematicamente alerta» para assegurar a manutenção na Liga de futebol.

«Este jogo é importante porque é o próximo, mas, se ganharmos, podemos ficar numa posição confortável», disse Rui Bento na conferência de imprensa de antevisão à partida da 26.ª jornada.

Na recta final da competição, Rui Bento não quer ouvir falar em desmotivação, mesmo nos atletas em final de contrato, defendendo que «os valores têm de estar intactos porque a classificação só se vê no fim do campeonato».

«Não tenho razões para duvidar de que isso não aconteça, mas acho que esta é uma mensagem que tem de estar sempre presente» frisou, acrescentando que quer uma equipa «solidária e com capacidade de sofrimento».

Em relação à continuidade de alguns jogadores para a próxima época, o técnico foi peremptório: «Não participo na negociação de contratos». No entanto, sublinhou que «quanto mais um atleta render, mais facilmente consegue os seus objectivos».

Analisando o adversário, Rui Bento disse que o Olhanense é «uma equipa que não vence há sete jogos e que não está numa forma desejável, mas que tem o mesmo objectivo que o Beira-Mar, que é conquistar os três pontos».

O conjunto aveirense é o 11.º classificado com 29 pontos e recebe o Olhanense, que é 13.º com 28, em encontro agendado para domingo, pelas 16:00, no Estádio Municipal de Aveiro, e que terá arbitragem do lisboeta Hélder Malheiro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.