Em entrevista ao jornal Record, Rui Costa deixou elogios a Jonas, destacando o esforço que o avançado brasileiro fez para ajudar a equipa, mesmo depois da lesão que sofreu.

“Jonas teve uma época complicadíssima em virtude da lesão. Todos reconhecem a enormidade de jogador que é, um dos melhores da história do Benfica nos últimos largos anos. Mas debateu-se com a lesão, precisamente numa altura em que Seferovic começou a expressar-se na plenitude e o João Félix iniciou a afirmação”, afirmou o administrador da SAD 'encarnada'.

Segundo o dirigente 'encarnado', as pessoas “não se aperceberam bem” da importância do brasileiro no balneário, considerando que o esforço que Jonas “fez para estar sempre presente foi extraordinário e, em certos momentos, comovente”.

“Mesmo quando entrou 2 ou 10 minutos para ajudar a equipa, fê-lo com uma alegria contagiante. O papel dele foi importantíssimo. É um jogador respeitado pelo plantel, não só pela qualidade mas também pelo sacrifício que fez para poder estar com o grupo em todos os jogos. Foi uma inspiração olhar para o futebolista mais credenciado do plantel, detetar-lhe as debilidades e sentir que esteve sempre totalmente disponível para ajudar”, defende.

Sobre o futuro de Jonas, Rui Costa diz que será “o que ele quiser”. “Tomará a decisão que melhor satisfizer os seus anseios. Os amantes do futebol pretendiam que ele jogasse até aos 50 anos. Daremos apoio total à sua decisão, em nome do muito que nos deu”, garantiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto