Rui Gomes da Silva, que esteve durante mais de sete anos nas direções lideradas por Luís Filipe Vieira, considera que uma reeleição do atual presidente será fatal para o clube da Luz.

“Na primeira assembleia geral [depois das eleições], vai haver uma proposta para os membros dos órgãos sociais acumularem funções na SAD, para receberem dinheiro. O Benfica perde a maioria do capital social da SAD e a BTV vai deixar de transmitir os jogos em casa que passam para a SportTV”, disse Gomes da Silva, em entrevista à RR.

O antigo vice-presidente do Benfica acha que tem um melhor projeto, referindo que tem um plano para “em quatro anos ter o Benfica apto para ser campeão europeu".

"Não digo que vamos ser, mas vamos tentar ser. Claro que dois ou três jogadores com o estatuto do Cavani cabem neste projeto, mas o problema é ter de gastar de o dinheiro para ser campeão europeu em 109 jogadores”, explicou.

Nesse sentido, Rui Gomes da Silva quer "pegar em Jorge Jesus e tornar o Benfica permanentemente candidato a ser campeão europeu".

"O Benfica tem que se comparar ao Real Madrid e Barcelona. O Real não anda a dizer quantas Ligas Europas e quantas Taças das Cidades com Feiras é que ganhou. O ridículo disto é apresentar Jorge Jesus com duas finais perdidas como títulos que ele ganhou. Um clube da dimensão do Benfica não se pode vangloriar de finais perdidas".

As eleições no Benfica estão marcadas para 30 de outubro, com Luís Filipe Vieira, Rui Gomes da Silva, João Noronha Lopes e Bruno Costa Carvalho como candidatos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.