Rui Vitória lamentou a falta de eficácia do Benfica, na derrota frente ao Tondela. O técnico 'encarnado' , em declarações à BTV na flash interview e depois na conferência de imprensa, reconhece que a equipa complicou as suas aspirações de conquistar o título.

Análise ao jogo: "Um jogo difícil de engolir, penso que foi uma crueldade o que se passou aqui. É evidente que o Tondela foi muito eficaz, defendeu muito bem e saiu bem no contra-ataque, em três, quatro bolas fizeram os golos. Para nós é evidente que nasceram erros quando sofremos os golos, mas tivemos um conjunto de bolas, ataques, remates em que a bola não entrou e que, em condições normais, entraria. Estamos muito tristes, temos noção que não fizemos o que queríamos, mas foi um jogo que não foi bem conseguido da nossa parte".

Palavra para os adeptos: "É evidente que lamentamos muito este resultado, queríamos muito vencer. Temos a noção que as coisas se complicaram e não fugimos a isso, mas da mesma forma que já houve momentos muito felizes, agora há este momento triste. Lamentamos de facto aquilo que aconteceu, mas os jogadores já deram muitas alegrias e a vida de futebolista é mesmo isto, saber passar por estes momentos. Vamos continuar o nosso trabalho até ao final de uma forma afincada e podem esperar isso da nossa parte".

Resultado justo: "É difícil estar a dizer isso, o que conta é o resultado, daqui a uns tempos ninguém se lembra que tivemos 60 ataques, que fizemos o suficiente para vencer. O adversário adotou a sua estratégia e foi feliz por isso, a partir daí a justiça está feita."

Fejsa e Jardel de fora: "Estavam os dois com limitações e, tendo em conta as características do Tondela, que ia jogar muito na profundidade, iriam ser expostos a esforços e correr mais riscos. Mas os jogadores que jogaram têm qualidade, temos um plantel vasto, qualquer jogador está pronto para jogar."

Pressão para o dérbi com o Sporting: "A pressão existe em qualquer circunstância, qualquer que fosse o resultado. Faltam dois jogos, esse é o próximo e é o que vamos encarar de frente, como em qualquer circunstância. É um jogo frente a um bom adversário e vamos jogá-lo."

Título mais longe: "Objetivamente temos noção que faltam menos jogos e que está ais difícil. Mas enquanto há questões matemáticas não digo que não de forma definitiva. Mas também temos consciência que com uma margem de jogos mais curta fica mais difícil. Não digo que não"

Pela primeira vez na história, o Tondela conseguiu vencer os 'encarnados' (3-2). A equipa de Rui Vitória espera agora pelo resultado do FC Porto na Madeira, mas as coisas não estão fáceis para as 'águias'.

*Artigo atualizado às 21h30

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.