O treinador Rui Vitória disse hoje esperar um Olhanense «reactivo», tentando «resolver em casa o seu campeonato», mas prometeu um Paços de Ferreira igual ao da maioria dos jogos da Liga de futebol, na 27.ª jornada.

A goleada sofrida na última ronda, na recepção ao Rio Ave (6-1), foi uma das raras excepções a esta campanha positiva, que inclui a qualificação para a final da Taça da Liga, mas Rui Vitória assegurou que «não há que fazer dramas por isso».

«Nada fazia prever, foi uma coisa anormal, que não é fácil, mas é futebol e positivo para o nosso crescimento», disse o técnico, lembrando que «ter a possibilidade de saborear o mau ainda dá mais valor às coisas boas» que se conquistam.

Rui Vitória reiterou a confiança nos jogadores do Paços, salientando que «têm dado muitas alegrias», admitindo, com normalidade, que possa ter existido «uma maior focalização» na final da Taça da Liga, dentro de uma semana, a 23 de Abril, com o Benfica.

«Pode ser um momento único para muitos de nós e poderá ter havido uma maior focalização nesse jogo. Criou-se uma onda ligeiramente positiva, mas o nosso objectivo é a permanência e a verdade é que há muita gente que gostaria de estar no nosso lugar», sublinhou.

Rui Vitória voltou a dizer que «todos querem voltar a ver aquilo que é o Paços» num jogo «muito difícil», frente a uma equipa que não vence há oito jogos e perdeu os últimos quatro consecutivamente.

«Espero uma equipa reactiva, num jogo muito difícil e com muita gente, que vai tentar fazer em casa o seu campeonato. [O Olhanense] Tem jogadores de qualidade, que aqui nos criaram grandes dificuldades», referiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.