Os golos de Edgar Silva, que bisou, N’Diaye e Toscano deram hoje corpo ao triunfo, por 4-1, do Vitória de Guimarães no terreno do Nacional, no jogo em atraso da segunda jornada da Liga portuguesa de futebol.

Na estreia do técnico Rui Vitória, os minhotos obtiveram a primeira vitória, somaram os primeiros pontos e marcaram os primeiros golos, enquanto os madeirenses continuam sem ganhar, mas conseguiram também fazer o primeiro golo na Liga 2011/12.

O triunfo dos vimaranenses assenta basicamente no maior pendor ofensivo revelado ao longo da partida, frente a um conjunto madeirense que se revelou defensivamente muito permeável.

O Vitória de Guimarães deu claras evidências de superioridade e esclarecimento desde o início da partida e conseguiu marcar, aos 03 minutos, num lance em que Barrientos cruzou e N’Diaye finalizou de cabeça.

Um remate de Oliver, aos 15 minutos, foi a exceção no Nacional, que se revelou inofensivo. Perante isso, foram os visitantes que, após várias insistências, voltaram a marcar aos 33 minutos, quando Toscano contou com muitas facilidades defensivas e, com um remate colocado, bateu Elisson pela segunda vez.

Insatisfeito com a equipa, o treinador do Nacional, Ivo Vieira, fez duas alterações ao intervalo, colocando em campo dois homens de ataque: Diego Barcellos e André Recife.

A equipa reagiu positivamente e chegou mesmo ao golo, aos 56 minutos, quando Nuno Pinto cruzou na esquerda e Mário Rondon saltou com Bruno Teles, mas este último acabou por introduzir a bola na própria baliza.

Quando se esperava pela reação positiva dos madeirenses ao golo marcado, os minhotos “mataram” o jogo com a marcação do terceiro golo, dois minutos depois, nascido de uma perda de bola a meio campo, com a bola a chegar a Edgar Silva que ficou isolado e bateu Elisson à vontade.

Galvanizados com o tento marcado, o Vitória voltou à carga, contando sempre com facilidades defensivas da parte do adversário, ainda para mais perturbado com os assobios que vinham da bancada.

Aos 76 minutos, os vitorianos reforçaram o triunfo por Edgar Silva, que fez o seu segundo golo da noite, após um cruzamento de Bruno Teles, na esquerda.

Com os minutos a passar, o Nacional rendeu-se à hegemonia do adversário e as ténues tentativas chegar à baliza adversária morreram todas na tranquilidade sempre revelada pela defensiva contrária.

Veja AQUI os principais lances do encontro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.