A SAD do Benfica anunciou hoje um resultado líquido consolidado positivo de 2,6 milhões de euros no primeiro semestre da presente época desportiva, verba que ainda não inclui a venda dos futebolistas Gonçalo Guedes e Hélder Costa.

“De realçar que este resultado não inclui as alienações dos direitos dos atletas Gonçalo Guedes (Paris Saint-Germain) e Hélder Costa (Wolverhampton), que ascenderam a um montante global de 45 milhões de euros e que irão representar um impacto positivo próximo dos 38,9 milhões de euros no resultado do próximo semestre”, refere o Benfica no relatório enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Segundo o documento, o resultado operacional sem direitos de atletas “supera os 18,1 milhões de euros”, o que representa “o melhor desempenho de sempre em períodos homólogos, alicerçado no crescimento das receitas operacionais e na entrada em vigor do novo contrato de exploração dos direitos de televisão”, com a NOS.

“Os rendimentos operacionais consolidados, excluindo direitos de atletas, ultrapassam os 69,4 milhões de euros, o que representa um crescimento de sete por cento face ao período homólogo, atingindo o valor mais alto de sempre num primeiro semestre”, frisa a SAD ‘encarnada’.

No mesmo relatório, os responsáveis da SAD referem que “o ativo consolidado ultrapassa os 459,6 milhões de euros, o que corresponde a um decréscimo de 3,5% face a 30 de junho de 2016, sendo esse recuo justificado pela diminuição do ativo corrente”.

O capital próprio consolidado a 31 de dezembro de 2016 ascende a 24,7 milhões de euros, o que “representa uma variação positiva de 3,8 milhões de euros” face ao valor que apresentava no final do último exercício, “contribuindo a mesma para a evolução positiva do capital próprio que se regista desde 30 de junho de 2013 e que em termos acumulados corresponde a um montante de 48,5 milhões de euros”.

“O passivo consolidado diminui 20,5 milhões de euros (para 434,958), o que representa um decréscimo de 4,5% face a 30 de junho de 2016, essencialmente refletido na variação das rubricas de empréstimos obtidos, fornecedores e outros credores”, destaca o relatório.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.