"A Sport Lisboa e Benfica - Futebol SAD e o seu atleta Javi Garcia informam que, notificados da instauração de processo sumaríssimo e da respectiva proposta de decisão, optaram por requerer o prosseguimento do processo e apresentar a sua defesa", pode ler-se no comunicado emitido no "site" do clube.

Em causa está um pontapé com que o médio espanhol atingiu o defesa central do Vitória de Guimarães Valdomiro, na sequência de um canto, acção que passou despercebida ao árbitro do Benfica-Vitória de Guimarães, jogo da 17ª jornada da Liga portuguesa, o madeirense Elmano Santos.

Em consequência, a Comissão Disciplinar da Liga avançou com um processo sumaríssimo e uma proposta de punição de dois jogos a Javi Garcia, que se tornaria efectiva se o Benfica não contestasse os fundamentos da deliberação no prazo de 48 horas.

Como o fez, Javi Garcia não só vai poder jogar hoje, frente à União de Leiria em jogo antecipado da 20ª jornada da Liga, como poderia em qualquer caso, mas também até que o Conselho de Justiça da FPF se pronuncie sobre a contestação apresentada pelos "encarnados".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.