O presidente do Vitória de Setúbal, Fernando Oliveira, não poupa críticas ao Benfica por ter utilizado uma equipa secundária diante da Naval, num jogo que os encarnados acabariam por perder por 2-1, alimentando assim a esperança da equipa da Figueira da Foz em manter-se na I Liga.

«Lamentamos profundamente a atitude do treinador do Benfica. Já tinha feito o mesmo com o Portimonense e agora repetiu com a Naval. Dava a impressão que era um jogo entre amigos. Ele nessa altura era Jorge Jesus. Agora já nem sei, parece Judas», atirou o líder sadino.

Por oposição às críticas ao Benfica, Fernando Oliveira deixou elogios ao FC Porto, que não prescindiu das suas principais figuras no suado triunfo sobre o Portimonense: «O que está em causa é a verdade desportiva. Já o Villas-Boas foi um homem com H grande, porque mesmo sendo campeão e estando praticamente apurado na Liga Europa, não abdicou dos melhores jogadores. Tiro-lhe o chapéu, tal como ao FC Porto».

As palavras do presidente do Vitória de Setúbal são ditadas pela luta intensa pela manutenção, já que os sadinos estão imediatamente acima da linha de descida, com 27 pontos, sob a pressão da recuperação da Naval, com 23 pontos, no penúltimo lugar. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.