Katsouranis, antigo médio encarnado entre 2006 e 2009, revelou em entrevista à plataforma 'BenficaPlay' que a decisão de deixar o Benfica em 2009, rumo ao Parathinaikos, pode não ter sido a opção correta.

"Os momentos que passei no Benfica foram maravilhosos. Cada treino, cada vez que representava o clube, nem que fosse numa sessão de autógrafos era bom. Sair talvez tenha sido uma má decisão. Estava com alguns problemas pessoais na altura e o meu filho estava sempre doente. Agora está bem, tem 13 anos e já é mais alto que eu! Se pudesse voltar atrás não saía do Benfica", afirmou.

Katsouranis falou ainda do compatriota Samaris, revelando que o médio quer acabar a carreira na Luz.

"Tem o Benfica no coração e os adeptos adoram-no. Para os jogadores gregos é muito importante ter um compatriota a representar um clube como o Benfica durante tantos anos. Samaris quer acabar a carreira na Luz", disse.

O ex-jogador falou ainda de Vlachodimos, que considerou ser uma "excelente pessoa e um grande guarda-redes".

"Todos os anos fica cada vez melhor e isso é muito importante para um jogador de futebol. Sei que ele sentiu o mesmo que eu senti no primeiro jogo pelo Benfica. algo fantastico, mágico", explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.