O Vitória de Setúbal apresentou-se esta segunda-feira com oito ‘reforços’ para a nova época, no Estádio do Bonfim, onde Shaher Mansour, médio ofensivo oriundo do Al-Wahda Meca (Arábia Saudita), foi a surpresa no arranque dos trabalhos da equipa.

O saudita, de 23 anos, assinou contrato por uma temporada e centrou as atenções dos cerca de 50 adeptos sadinos que ficaram a conhecer os jogadores já contratados para a equipa de Quim Machado, treinador que chega ao clube depois de se sagrar campeão da II Liga pelo Tondela.

Além de Mansour, a equipa conta nas suas fileiras com o guarda-redes Diego (ex-Juventude Caxias, Brasil), os defesas Tissone (ex-Anadia), Nuno Pinto (ex-Astra Giurgiu, Roménia) e Ruca (ex-Mafra), o médio Fábio Pacheco (ex-Tondela) e os avançados Vasco Costa (ex-Fafe) e João Costa (Lusitano Vildemoinhos).

Presentes no arranque dos trabalhos estiveram também o defesa Fábio Pala, o médio Peixinho e o avançado Hassan, atletas que regressam após cedência ao Pinhalnovense, do Campeonato Nacional de Seniores (CNS), na temporada transata.

Os jogadores vão realizar o estágio de pré-época, em Fornos de Algodres, de 12 a 18 de julho, para tentar convencer o técnico de que têm condições para integrar o plantel.

Ausentes estiveram o defesa Frederico Venâncio, que ainda se encontra de férias depois de ter estado ao serviço da seleção de sub-21, e o médio André Horta, a recuperar de uma intervenção cirúrgica.

Com um orçamento semelhante ao da época passada, cerca de 2,5 milhões de euros, os sadinos, depois do 14.º lugar em 2014/15, têm como objetivo realizar uma época tranquila para garantir a continuidade no escalão principal o mais rápido possível.

O presidente Fernando Oliveira e o treinador Quim Machado não prestaram declarações na apresentação, ficando essa tarefa a cargo dos jogadores Paulo Tavares, que vai cumprir a quarta época no Vitória de Setúbal, e Fábio Pacheco, ‘reforço’ proveniente do Tondela.

Paulo Tavares promete "atitude e ambição para honrar a camisola" do clube.

"O nosso objetivo é dar o máximo em todos os jogos e trabalhar bem. Temos muita gente nova que quer mostrar a qualidade que tem. Queremos disputar os três pontos em todos os jogos que temos pela frente", frisou.

Sobre o treinador Quim Machado, o médio foi célere a dar a sua opinião: "Fez um grande trabalho o ano passado. Desejo-lhe a maior sorte do mundo porque a sorte dele também é a nossa".

Quem conhece melhor o técnico é Fábio Pacheco, que foi treinado por Quim Machado na época passada, mas, apesar do passado em comum, o médio garantiu que parte em igualdade com os colegas: "Partimos todos num patamar igual. Ao chegar aqui tenho de mostrar novamente o meu valor, apesar de já conhecer o míster da época passada no Tondela".

Dos 21 atletas que se apresentaram hoje, oito ‘reforços’ e 13 que já estavam vinculados na época passada, nem todos vão permanecer na equipa, que realiza o primeiro treino na quarta-feira, pelas 09:30. Antes disso, na terça-feira, a partir das 08:15, os jogadores realizam análises clínicas no Bonfim.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.