O extremo angolano Wilson Eduardo, do Sporting de Braga, está administrativamente apto para representar os ‘Palancas Negras’, indica hoje o presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), citado pela imprensa local.

Em declarações ao canal desportivo Rádio 5, da Rádio Nacional de Angola (RNA), Artur Almeida e Silva indicou que a FAF já recebeu a comunicação oficial da FIFA, pelo que o jogador angolano poderá disputar já o jogo da sexta e última jornada do Grupo I de qualificação para a fase final da Taça Africana das Nações (CAN2019), em 22 de março, em Gaborone, contra o Botsuana.

“A nacionalidade desportiva (de Wilson Eduardo) agora é angolana. Já vamos contar com ele no próximo jogo. Recebemos uma comunicação da FIFA”, disse o dirigente do organismo que superintende o futebol angolano.

Wilson Eduardo, de 28 anos, foi convocado pela primeira vez pelo selecionador de Angola, o sérvio Srdjan Vasiljevic, para o desafio com o Burkina Faso, em 18 de novembro, em Luanda, onde chegou a treinar com os companheiros, mas acabou por não poder jogar por falta da nacionalidade desportiva angolana.

Wilson Eduardo, que nasceu em 08 de julho de 1990, em Pedras Rubras, na Vila da Telha, começou a carreira no Grupo Desportivo Vilar e jogou também nas seleções jovens de Portugal (Sub-16, Sub-17, Sub-19, Sub-20 e Sub-21).

O dianteiro passou pelas formações do FC Porto, Sporting, Real Massamá, Portimonense, Beira-Mar, Olhanense, Académica, Sporting B, Dínamo de Zagreb (Croácia), Den Haag (Holanda) e Sporting de Braga.

Na Liga portuguesa, em 2018/19, Wilson Eduardo, filho de pais angolanos, disputou 14 jogos e apontou sete golos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.